fintando o dia-a-dia

E quando continuamos sem dias com direito a palavra F* ...
... inventamos momentos nossos com sabor a férias!

Depois de um dia particularmente cansativo, onde a falta da palavrinha Tabu na nossa vida das últimas semanas foi significativamente sentida, eis que chega o final da jorna, e com ela ...
o inventar de um fim de dia que finte a rotina, o cansaço e um certo desânimo...

... pegámos então em sítios típicos da cidade que é abraçada pelo Mondego, nossa durante os dias úteis da semana, e, quais turistas, tratamos de arranjar um roteiro turístico-gastonómico-pitoresco só nosso:

_ jantar uma comidinha ligeira no Zé Manel dos Ossos (feijoada de javali serve nesta categoria, certo?)

_ primeiro café num Salão clube da Baixa, onde se ouve bom jazz e se propiciam momentos de boa tertúlia
_segundo café, acompanhado do "que é que se bebe aqui?" com gelo no Diligência, e sons e sabores de fado e música de intervenção e outras, ..., com o Tomás adormecido ao som do cavaleiro andante. O diligência, sítio de tantas noites, tantos fados e beirões, tantos studybreak em fase de frequências ...



... normalmente coibimo-nos deste programas por não serem os sítios mais óbvios para ir de criançada ... mas nós não somos definitivamente uma família convencional, e vai daí, os nosso petizes lá foram conhecer recantos típicos da cidade plantada á beira do Munda, agora também local de memórias com os mini e médi da minha vida!

... e assim se tenta enganar a rotina, e se procura contornar a necessidade urgente de uns dias verdadeiramente diferentes, com verdadeiro e não só aparente sabor a férias ...


* esta é a primeira palavra tabu no nosso lar!

Comentários

  1. Txiii...que boas memórias já todas empoeiradas me trouxeste com este post!

    Esses lugares que referes, todos eles são referências para mim :)

    Só faltava aí o Avenida, em frente à antiga Etc. que à segunda-feira era bar aberto, o Quebra-Costas, o D. Dinis, o Aqui há Rato e as velhinhas States, Scotch
    e Via Latina (que às 5ªs-feiras era sa-gra-da!)

    Que boas (excelentes!) referências, que o tempo as levou lá para tão longe...

    Bjinhosss

    ResponderEliminar
  2. Oh Leana! Somos pouco convencionais, mas não tanto:) lá chegará o momento de tornar esses lugares (curiosamente todos especiais para mim também) deles também ... lá chegará o dia ... aos pouquinhos!A mais velha ainda vá, agora os outros ... nem me deixavam entrar!!!
    hihihi
    beijo grande grande

    ResponderEliminar
  3. Boa maneira de contornar a falta de f.
    Tenho de experimentar o Zé Manel dos Ossos. Já ouvi falar, mas nunca fui.
    Bj enorme

    ResponderEliminar
  4. Sofia, temos de combinar! Tem é de ser num dia em que te apeteçam coisas assim ... levezinhas! :)
    beijo grande

    ResponderEliminar
  5. Já te estou a imaginar a fazer o circuito das noites académicas com 3 pimpolhos atrás...quando chegasses a casa já aí tinhas a CPCJ à tua espera :D

    BeijOOOOO :)

    ResponderEliminar
  6. E irmos com os 6?
    Nem precisávamos chegar a casa!!!

    Kiss. big kiss

    ResponderEliminar
  7. Sónia, que saudades do Diligência. E do outro que agora me falta o nome, mas que amanhã (daqui a umas horas) me hei-de lembrar. Cantei tanto lá, fui lá tão feliz, que quando agora li o teu post me veio a lágrima ao olho.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares