Parindo...

"Parto natural ou cesariana?"
Portugal é o 2º país da UE com a mais alta taxa de partos por cesariana. Itália ocupa a primeira posição com 38%, seguindo-se Portugal com 33%. As cesarianas custam, em média, o dobro de um parto normal, representando custos acrescidos para o SNS. Porque é que se recorre tanto a este método, muitas vezes sem necessidade? Será exigência das mulheres que não querem sofrer? Ou os profissionais de saúde acreditam que este é um método mais seguro do que o parto natural? E o que dizer acerca da utilização de epidural ou até do parto dentro de água? Neste SC queremos também entender o porquê de nascer em casa. Que implicações envolve desta pratica? Estão mães e bebés seguros em caso de complicações pós parto?ConvidadosMarina Moucho, Responsável do bloco de parto do Hospital de São JoãoCarla Guiomar, Presidente da Assembleia-geral da Associação Doulas de PortugalRosário Côto, Presidente da Comissão de Especialidade em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica da Ordem dos EnfermeirosMaria do Céu Santo, Médica Ginecologista

Esta é a questão de hoje no Sociedade Civil, na :2

Eu tive 3 partos naturais, e só o último com epidural ... se repetir o acto ... será sem epidural!

Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares