dois mil e onze: fragmento 1

Dois mil e onze.
Passou-se uma noite, fria como as que a antecederam. Quente dentro de nós, porque juntos e amando-nos.
Passou-se uma noite, mas um ano tornou-se velho e o dia que chegou trouxe um ano novo ...
Novo
Qual caderno branco, pronto a ser impregnado de tinta, preenchido com palavras com sentido e formas novas,
Como tela em branco, esperando ardentemente pelas pinceladas de cor que lhe darão sentido ... que contarão história, estórias, momentos, memórias, promessas e desejos ...

Um Novo Ano nasce, pleno de promessas ...
Cada dia será uma oferta.
Com tudo aprender.
Ser melhor.
Dar o meu melhor.
Ser mais. Ser menos. Ser o que conseguir ser.
Ser (im)perfeita, sinal da minha humanidade,
Ser (in)satisfeita, sinal da minha natural vontade de aprender,


Um novo ano nasceu.
MMXI

Que eu aprenda a (re)nascer com ele.

Comentários

  1. Que este novo Anoque nasceu te traga tudo aquilo que mais desjas, que seja pleno de sorrisos e de sonhos realizados...
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  2. Um óptimo 2011! E obrigada pelo comentário, gostei muito :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares