it's raining again...

Aqui fala-se de vida. real. muito pouco ou nada glamorosa. muito pouco ou nada cumpridora da mil e uma regras que nos vão deixar a todos perfeitos e felizes.

Aqui vivemos dias felizes. dias de uma felicidade intoxicante que chega a doer. dias ou momentos. momentos que emocionalmente duram dias. vidas inteiras de alegria e apaziguamento. Dias em que o sentimento de completude nos preenche e nos sacia.

Aqui vivemos dias menos felizes. mais cinzentos. eu particularmente vivo muitos dias cinzentos, afogada em dúvidas e medos do que não consigo ser e fazer. por vezes deixo de viver a vida que posso viver pelo medo de não conseguir atingir os padrões de exigência e excelência que me imponho. sei bem disso. sei bem o preço que pago por isso. gasto todas as energias, mesmo as que já se foram, para concentrar o cinzento do medo em mim. para que eles desenhem sempre arco-íris. para que eles desfrutem da linha de horizonte do futuro com esperança.

Aqui vivemos dias de todas as cores. momentos de todas as cores e intensidades.

Aqui brincamos. ralhamos. sorrimos. conseguimos. debatemo-nos com insucessos. rejubilamos com conquistas... aqui tudo é normal. penosamente banal para os padrões de escrita e de vivências cronometradas por séries e livros de auto-ajuda onde conseguimos ser tudo: os melhores no que quisermos ser os melhores... e eu que só quero ser boa pessoa ... educar boas pessoas. ser amada e amar uma boa pessoa. tão banal. tão vulgar talvez ... faltar-me-á ambição? 

Hoje não se pode ter dias infelizes. apenas dias menos conseguidos... a infelicidade, tal como a morte, a feladade ou a imperfeição foram banidas do nosso quotidiano...

Ninguém é sempre feliz. Decide-se acreditar em permanecer feliz. apesar da adversidade. Mas mesmo com essa crença como meta, tenho dias em que deixo de acreditar, qual lapso de fé ... 
nesses dias, acho-me uma nódoa como mãe, mulher e esposa e não consigo acreditar que o meu papel de mulher e mãe seja significativo.


[Imagem by me. Praia da Barra. 18.I.2014]

A sorte? a sorte é que são apenas dias. ou momentos de dias. particularmente nas longas noites de insónias ou nos fins de tarde difíceis.
O azar? sentir necessidade de escrever sobre isso. como que para enfrentar o touro pelos cornos e dizer-lhe que sei que ele está ali. num canto. sentindo-se tão acurralado como eu. mas que eu não desisto sem dar luta. pelos meus...

Comentários

  1. ...

    fiquei alguns segundos a pensar no que iria dizer. E ainda não encontrei palavras.. bolas! Logo eu, que costumo ter sempre alguma coisa para dizer. . Mas nao. . Estou aqui, rendida a este turbilhão que acabei de ler, sem nada para te dizer.
    ...
    Apenas quero que tenhas a certeza de uma coisa: estou aqui, contigo no pensamento. Revejo-me nas tuas palavras, mas sei que são tuas mais do que de qualquer outra pessoa. E por saber disso, hoje gosto mais um bocado de ti; hoje admiro-te ainda mais; hoje tenho a certeza de que a intuição não me falhou; hoje queria estar mesmo aí e dar-te um abraço. .
    Tu és uma MULHER de garra, linda por dentro e por fora. E o orgulho que sinto por ti é imenso.

    Um dia, bem velhas, vamos rir dos dias menos bons.
    beijo enorme!

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares