das intermitências deste lugar, também lar

... não escrevo aqui há muito tempo. E ultimamente, tenho-o feito intermitente e desinteressadamente... porque parece que também este sítio sofreu o incêndio do qual todos os dias lutamos para ultrapassar, tropeçando em areias movediças e burocracias que não lembram à Outra Senhora. E depois o dia a dia fica mais cinzento.
E eu não quero isto neste meu escritório da alma: quero plantas verdes e vivas.
Saudáveis e rebeldes.
Quero azul, de mar revolto ou em calmaria com tapete de areia percorrida a 10 pés.
Quero risos. Gargalhadas de emoção.

"O que é que emociona S.?" perguntou-me no outro dia uma fidelíssima amiga e companheira nesta luta e trilho que é a vida, benção deste espaço: tanta coisa disse eu timidamente... e a ti? "A vida," respondeu simples e convicatamente a minha amiga. Tão simples. Tão grande. Tão perfeito. A vida: esse ciclo de sucessões e encontros e reencontros e crescimentos e podas, de família que se perde, de família que se escolhe. Esse mistério dos dias. Todos iguais. Todos diferentes.

Por aqui tenta-se viver. Aprende-se e erra-se. Treina-se mais uma vez. Cai-se e alguém dá a mão ... e levantamo-nos, com mais ou menos força, mas com a convicção. Porque vivo? Para amar. Amar o quê? A vida.

Este mês traz-nos uma festa especial que estamos a tentar programar de forma simples. Eu queria simples e clean, mas uma família a dar para o siciliano não deve permitir essa calmaria toda.
O fundamental da festa é de manhã, na celebração religiosa em que a minha menina do meio vai dizer: sim, sou cristã e sou feliz e vou ter-te como amigo de brincadeiras traquinices e conversas segredadas ao coração... a sua primeira comunhão.
Depois vem a outra festa, que ela pediu, para mostrar como está feliz embora já de jeans e t-shirt! É assim a minha menina que vai crescendo. Menina e maria-rapaz. Aventureira mas temerosa.
Vai ser simples, não poderia ser de outra forma vindo de pessoas simples, mas vai ser genuíno. Como a nossa vida. Farrusca como o tempo...



E assim se vai vivendo nas intermitências da vida!


Comentários

  1. Parabéns para a menina, é uma data importante. Muitos beijinhos com carinho para ti <3

    ResponderEliminar
  2. Adorei ler-te. Tinha(tenho) saudades da tua escrita doce e sincera...
    Um beijo enorme para a tua menina e outro para ti ( cheio de admiração sincera).

    ResponderEliminar
  3. estou emocionada contigo.. e feliz por saber que aos poucos tudo se coloca no lugar.. queria tanto dar-te um abraço.. beijos, muitos e muitos. E uma festa deliciosa em familia, porque são eles que nos 'alimentam' a vida!
    Adoro-te!

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares