Amor em estado bruto

Dedo na ferida, Júlio Pires, 2009

Como dizer a alguém que pelo seu nascimento a nossa vida ficou mais rica?

Como anunciar ao mundo que ainda há amores puros, que nada esperam em troca, para além do calor do abraço, da empatia do sorriso, dos olhares silenciosos carregados de amoção?

Amamos-te todos, mais do que se fosses nosso sangue, nossa carne ... és alma de algo maior, és pureza em estado bruto ...

Parabéns tio Júlio, continua com a tua sensibilidade a fazer-nos sonhar, viajar e sentir o meu mundo de emoções e sensações! Obrigada pelo privilégio do teu amor, do teu tempo, do teu mundo ...

De todos os habitantes deste T3, com muito amor!

Comentários

  1. Essas palavras...mostram sem duvida um amor puro e sincero!!!!
    Parabéns!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito de ler. Transparece nas tuas palavras um amor puro e verdadeiro.

    Bjos

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares