quentinhas, tão boas, assadinhas com sal!... lálá lá

Por cá, tudo corre ao ritmo possível. Mas deixamo-nos contagiar pelo tempo solarengo mas frio e invadimos a casa com mantas e mantinhas... chá quente entre as mãos que o abraçam e castanhas. muitas castanhas assadinhas com sal.
No meio de tudo. apesar de tudo isto que descontrola os nossos dias, a cola que nos une está cada vez mais resistente... plástica o suficiente para aguentar os embates e as ventanias. forte o bastante mas nos manter encadeados uns nos outros. quando a cola é da marca "Amor" o prazo de garantia tem a validade de uma vida.
Nos permeios das atribulações, respiremos fundo. bebamos o sol. consolidemos o amor e o companheirismo. e ficamos [mais] preparados para os intervalos que a vida nos impõe.

Comentários

  1. lindo texto :) e por cá é (quase) igual! faltam as castanhas!

    ResponderEliminar
  2. Por cá, tudo corre ao ritmo possível. Mas deixamo-nos contagiar pelo tempo solarengo mas frio e invadimos a casa com mantas e mantinhas.

    Peptides for sale
    IGF1 LR3

    ResponderEliminar
  3. adoro sempre ler-te! Sentir a magia dentro de vós! beijos quentinhos como castanhas, mas doces!

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares