Mudança #3

Estamos oficialmente em fase de transição, adaptação e enamoramento...
Mudar coisas de sítio é mais fácil do que movimentar afectos pelas paisagens familiares, mas tenho gostado de ouvir o sino de S. José mostrando a passagem dos dias. Durante mais uns dias não estaremos ainda em modo 'experiência total', uma vez que água quente faz muita falta ao conforto da vida moderna. Mas lá chegaremos.
Estamos esperançosos. Queremos construir espaços e memórias felizes neste espaço que agora é (também) nosso.
Temos todas as horas dos dias ao nosso dispor para tentar uma e outra vez. A felicidade constrói-se, conquista-se e tenta-se nas pequenas coisas, nos pequenos gestos, nas rotinas de sempre.
Queremos para esta casa a serenidade dos dias comuns. O cheiro de bolo no forno. O chá fumegante no bule. As mantas que convidam aos momentos de cumplicidade. O livro pousado na mesa à espera de ser desfolhado. Queremos os risos de criança e a segurança de ter um sítio para quando precisamos confundir o nosso choro com a água quente que cai do chuveiro. Queremos uma promessa de felicidade. Construída a pulso, com abraços que curam as mágoas, com beijos que fazem sorrir. Queremos o infinito. Por isso, o inscrevemos no chão da nossa sala:

Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares