(des)Tempero

Ontem. Tarde. Muito tarde.
Preparação dos docinhos e salgados que os dois mai'novos tinham de levar hoje para as respectivas escolas, para melhor celebrar as festas de final de período.
(já disse que era muito tarde?)
A mana mais velha ajudou nos docinhos e a casa logo foi inundada com o doce aroma das bolachinhas quentes no forno <3>

Os salgados ficaram para depois do jantar.

Na ânsia de ajudar e com o entusiasmo de participar acabam por se fazer uma série de trapalhices e disparates... e a minha, já frágil, paciência esfumou-se: segundo o pequeno contava choroso ao pai, eu levantei a voz e pus uma cara zangada muito perto dele ... sniff. Esfrangalhei-me ali... diminuí... porque estes deviam ser momentos de ternura e felicidade e não de caras e vozes zangadas... ai vida ... não fiquei bem comigo.
Ele perdoou-me e nada no seu abraço ou beijo matinal parecia diferente. Agora [só] falto eu ...

Comentários

  1. Amiguinha,

    Isso faz parte...tudo faz parte...as coisas derramadas no meio da trapalhice de qurerem ajudar...as brigas deles para serem os primeiros...os dedos dentro da taça para provar...e às vezes a nossa paci~encia também descamba!...tudo normal!
    Não fiques triste...O que na seria normal era tudo correr na perfeição...nao teria piada nenhuma...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. São estas as "agruras" da maternidade...
    bjs grande e um abraço apertadinho ;)

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares