Entre o private e o carticato

Quem me conhece sabe que aqui a mãeee raramente sai da sua zona de conforto na hora de vestir. O trabalho obriga a roupa prática e limita (muito) o uso de saias, vestidos, sandálias e afins ... os problemas de relacionamento com o meu corpo, fazem o resto.
Calças, calças e mais calças fazem a minha rotina. Tons sóbrios, poucos estampados e cortes intemporais constituem 95% do meu guarda-roupa...
Pois que esta semana de Agosto, já andei de saia e saltos altos um dia inteiro, e no seguinte - é a loucura - de calções! E gosto!

(é tão normal (not) que o meu colega de gabinete ainda hoje de manhã me disse que me disse bom dia sem saber que era eu, porque ouviu um toc-toc de saltos altos e não associou ...)

Comentários

  1. Aiii o que eu já me ri com o teu post.. e o que me vi e revi nele! :)

    É tão bom quando arriscamos... e no fim gostamos! :)

    Beijinho enorme!!

    ResponderEliminar
  2. Essa do bom dia fez-me sorrir! Agora que ja sabes que te faz bem, bora lá seguir nessa viagem ;)

    ResponderEliminar
  3. Querida m, as mudanças, ainda que pequenas, por vezes fazem toda a diferença. :)

    ResponderEliminar
  4. Rita: mais pontos em comum? Sim, sabe bem ir mudando, que eu não sou pessoa para aguentar mudanças drásticas. beijinhos grandes grandes

    Lena: é mesmo. todas as viagens se fazem com pequenos e grandes passos, certo?
    Beijinhos grandes em ti e olha: sossega esse coração de mãe que tudo vai correr bem com a tua menina linda e doce

    Querida Manuela: por vezes as pequenas mudanças podem fazer ainda mais diferença do que as grandes. Temos de lhes dar tempo para se instalarem. Um beijinho muito grande de quem gosta tanto do que lê e sente ao visitar o canto da "Turista"

    ResponderEliminar
  5. Querida mãeee... é bom mudar de vez em quando. Faz-nos bem ao ego. Continua!
    Bjinho

    ResponderEliminar
  6. Luisinha, é bom mudar. É preciso mudar. Mas eu vou procrastinando a minha mudança de style e a profissão também ajuda nesse sentido: é tão mais prático não sentir, ou acreditar que não sentimos, falta de saias, saltos altos, vernizes e afins... Beijinho grande em ti

    _--

    AVOGi querida, sabe mesmo bem mudar. Pode ser uma peça de roupa, uma cor que se introduz, uma almofada que muda de local ou de fronha. "Todo o mundo é composto de mudança" não dizia o poeta.
    Beijos grandes com saudades de uma ilha que (ainda) não conheci

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares