Entre almoços, jantares, festas e festinhas ...


Preciso de ler. Preciso assim como quem não dorme sem comprimidos, ou não acorda sem café.
A leitura é uma necessidade absoluta e sempre presente na minha vida ...
Andava a precisar escolher algo para ler, mas sem tempo nem dinheiro para escolher algo na Biblioteca ou tomar mais uma história para a minha estante.

Vai daí, revisitei livros meus. E deparei-me com O Dia da Mãe, um presente de Dia da Mãe da minha meta dos 30 oferecida pelos meus mais que tudo .
Retomei a leitura deste livro, convicta de que seria uma leitura leve, muito leve, óptimo para fazer a transição para o mundo de Morfeu ...
Pois ... enganei-me!
Identifico-me tanto com estas 3 histórias/relatos de maneiras de ser mãe: reconheço-me um pouco em cada uma e penso: como podem habitar seres tão distintos em mim?
Com este livro percorri um caminho de introspecção, e muitas vezes não me permiti continuar a ler para absorver convenientemente a ideia que tinha acabado de assimilar ... Caminho por vezes de deleite, muitas vezes de dúvida, por vezes de compaixão, caminho que só as mães conhecem ...
Não raras vezes imaginei que a blogosfera representa o mesmo papel que a escola assume na trama literária.

Voltarei a lê-lo, porque nos faz rir e chorar, porque, acima de tudo nos faz pensar, no nosso jeito de ser mãe ...

Gostei.

Fica uma pequena sinopse:

"Dia da Mãe é um belíssimo hino a todas as mães do mundo, uma obra de rara sensibilidade, que alia ao profundo conhecimento do universo feminino, e muito em particular do da maternidade, uma prosa deliciosamente bem-humorada, que desde logo nos deleita. Excelente contadora de histórias, Kirsty Scott traz-nos, neste seu romance de estreia, três protagonistas absolutamente inesquecíveis, três mães na casa dos trinta, com percursos de vida muito diferentes, que vêem nascer entre si os laços da amizade quando descobrem que os filhos frequentam a mesma escola. Três mulheres profundamente envolvidas nos afectos, desafios e alegrias dos seus quotidianos, que se tornam próximas por essa circunstância tão comum, e ao mesmo tempo tão única, de serem mães. Um romance arrebatador, que nos faz reflectir sobre o que significa, no sentido mais autêntico e profundo, ser MÃE na sociedade actual.
http://www.portaldaliteratura.com/livros.php?livro=3757#ixzz0IdEjiMSD&D"

Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares